RP Manaus está procurando por você

,

 

Por Rayanne Azevedo, acadêmica de Jornalismo e produtora de conteúdo da RPManaus.

Em um mercado de trabalho cada vez mais exigente na hora de contratar até mesmo os estagiários, a busca pelo primeiro emprego torna-se uma verdadeira caça ao tesouro. O mundo empresarial seleciona pessoas que possuem cursos adicionais, um perfil experiente e principalmente um profissional multitarefas.

O jovem graduando muitas vezes tem o desejo de ampliar seu portfólio, contudo, ele nem sempre tem essa oportunidade. Pensando nisso a RP Manaus, aceleradora de talentos, chegou para dar um up nessa questão.

Nossa iniciativa está em busca de jovens que cursam a partir do 1º período de Comunicação e Design, e que estejam com fome de agregar conhecimento e compartilhar ideias criativas, a fim de gerar discussões pertinentes no ramo de sua atuação.

“Tem que ter muita força de vontade e mente aberta para poder trabalhar com uma galera super jovem e antenada”, recomenda Ana Clarissa Cavalcante, idealizadora da iniciativa.

Nós da RP, saberemos, por meio de uma entrevista, a melhor área para que você possa desenvolver suas habilidades juntamente de sua liberdade criativa, assim, contribuindo com o nosso time e também consigo mesmo(a).

Atualmente estamos procurando pessoas que desejem trabalhar na área de design e redação (de preferência publicitária). Então caso você, leitor, esteja querendo ampliar, buscar e compartilhar novos conhecimentos, chegou a tua hora!

Capturar

Elyton Pereira. A arte da direita foi criada por ele para o evento da RP Manaus “Pelo Direito de Ser”

Um dos integrantes do RP, Elyton Pereira que está na iniciativa há seis meses, resolveu nos contar sua experiência como Diretor de Arte. “Através da RP Manaus tive a oportunidade de desenvolver o meu lado criativo e estratégico, podendo assim, entrar no mercado de trabalho”. Maravilhoso, não é mesmo?

Venha fazer parte do nosso Megazord, nos conte um pouco sobre você (idade, formação, razão do por que deseja participar da RP Manaus) pelo seguinte e-mail: rpmanauss@gmail.com

Estamos te esperando!

Anúncios

VMA 2017: retrospectiva

Por Marcelo Mendes, acadêmico de Relações Púbicas e produtor de conteúdo da RPManaus.

Na noite de domingo (27) aconteceu a 34ª edição de uma das mais importantes premiações de música pop do mundo. A premiação teve seus pontos altos e baixos, mas no fim das contas terminou premiando os melhores em cada categoria e reunindo os artistas em voga da atualidade. Confira alguns momentos da premiação, que este ano, teve como apresentadora a cantora Katy Perry:

Apresentações Musicais

A abertura ficou por conta de Kendrick Lamar. O rapper apresentou “DNA.” e “HUMBLE.”, duas músicas do seu mais recente álbum de estúdio DAMN. Lamar fez uma apresentação com direito a dançarinos vestidos de ninjas e trouxe uma parede de fogo ao palco no fim da apresentação. Em seguida foi a vez do Ed Sheeran, que performou o hit chiclete “Shape of You” e em seguida o rapper Lil Uzi subiu ao palco e juntos os dois apresentaram um medley da canção “XO TOUR Llif3”.

source

A cantora Lorde subiu ao palco ao som de um remix da música “Homemade Dynamite” que consta no seu mais recente trabalho de estúdio, Melodrama. A neozelandesa “fez a Britney” e não cantou em nenhum momento. Com a ajuda de dançarinos, ela caminhou por toda a extensão do palco enquanto fazia uma performance apenas com gestos corporais. É o conceito, né?

giphy

O girlgroup Fifth Harmony chegou com a segunda maior shade da noite: levaram ao palco a ex-integrante do grupo Camila Cabello, e simularam a saída dela durante a performance de “Angel”. Em seguida caíram juntas da plataforma começaram a apresentação do primeiro single “Down”. O rapper Gucci Mane entrou no palco e a apresentação das meninas terminou com uma grande chuveirão coletivo.

Miley Cyrus apresentou “Younger Now”, seu mais recente single e também nome do próximo álbum de estúdio. A apresentação contou com uma “gangue” de idosos como figurantes e dançarinos, incluindo uma drag queen de 84 anos. Já Demi Lovato fez uma performance de “Sorry Not Sorry” direto de uma pool party típica dos resorts de Las Vegas. A apresentação da artista foi transmitida ao vivo dentro da própria programação do VMA.

A grande homenageada da noite, a cantora P!nk, fez uma apresentação dos seus grandes sucessos no palco do VMA 2017. Durante a performance, P!nk cantou hits como: “Get The Party Started”, “Raise Your Glass”, “So What”, “Just Give me a Reason”, “Don’t Let Me Get Me”, e “Fuckin Perfect”. Para encerrar a apresentação, ela cantou o seu mais novo single, “What About Us”.

Após o show, a apresentadora americana Ellen DeGeneres subiu ao palco para entregar o troféu Michael Jackson Video Vanguard Award para a cantora. Pink fez, ainda, um discurso emocionante e empoderado para homenagear a sua filha, de apenas seis anos.

giphy2

Encerrando a noite, a apresentadora da edição deste ano do VMA, a cantora Katy Perry também fez uma performance, ao lado da rapper Nicki Minaj, cantou “Swich Swich” seu novo single.

Vencedores

O vencedor da primeira categoria da noite, foi o girgroup Fifth Harmony, que levou pra casa o prêmio de melhor clipe pop. Em seguida Alessia Cara e Zedd levaram melhor clipe de eletrônica. O prêmio de melhor colaboração foi para “I Don’t Wanna Live Forever” da Taylor Swift em parceria com o cantor Zayn e quem subiu ao palco para receber o prêmio foi o produtor musical Jack Antonoff.

O rapper Kendrick Lamar foi o grande vencedor da noite, arrebatando seis astronautas por Clipe do ano, Melhor clipe de hip hop, Melhor fotografia, Melhor direção, Melhor direção de arte e Melhor efeito visual. O prêmio de artista do ano foi para o cantor Ed Sheeran e o de artista revelação foi para o rapper iniciante Khalhid.

giphy

Noite marcante

Além do prêmio, a cantora Taylor Swift teve um espaço na premiação para lançar com exclusividade o clipe do seu mais novo single, que antecipa o lançamento do próximo álbum de estúdio da cantora intitulado “Reputation”. E que reputação, não é mesmo? Em menos de cinco minutos a cantora transformou a internet em um caos por conta de todas as referências que os fãs e internautas encontravam enquanto assistiram ao clipe de “Look What You Made Me Do”. É o marketing, viu queridas, essa mulher sabe como ninguém administrar uma carreira.

Também tivemos artistas abraçando a campanha de apoio a vida. Após uma belíssima introdução da cantora Kesha falando sobre suicídio, os artistas Logic, Alessia Cara & Khalid subiram ao palco para cantar “1-800-273-8255”, faixa que fala desse mesmo assunto.

Curtiram a edição do VMA desse ano? Deixem comentários sobre suas impressões da premiação e sobre a cobertura do RPManaus nas redes sociais.

ComunicArte

Mark Samsonovich

Pintura: Mark Samsonovich

Por Vanessa Rocha, acadêmica de Jornalismo e coordenadora de conteúdo da RP Manaus

Hoje, dia 24 de agosto, é comemorado o Dia do Artista. De acordo com o dicionário Aurélio, “artista é quem se dedica à arte, quem revela o sentimento artístico”. Ela, a arte, em sua mais pura essência feminina, é a mistura das mais complexas emoções e sentimentos, moldada para atingir positiva ou negativamente seus criadores e/ou quem as consome.

Confesso que antes de pensar em fazer essa matéria eu nem sabia de cor a data, e sequer tinha parabenizado alguém por esse e todos os outros dias que consumi sua arte. Por essa falha, que creio não ser de exclusividade minha, começo este texto pedindo desculpas.

Me perdoem, artistas, por não agradecer sempre que ouço suas músicas envolventes e cheias de lições. Me desculpe, você, que decorou e encenou divinamente as infinitas páginas do roteiro de uma vida que não é a sua. Desculpe, porque tenho certeza que não te aplaudi o suficiente pelo seu esforço e coragem.

Peço desculpas também, à você, ser humano intenso e um tanto ríspido, que colocou suas dores, pecados, promessas e aventuras em pedaços de papel, que eu pude ler e reler para tentar me sentir melhor ou entretida. Desculpe, artista, por vibrar com suas apresentações e usar seus bordões por aí sem ao menos ter agradecido pela sua bravura ao “se montar” e sair por aí exalando sua forma de expressão.

A arte pode chegar até nós pela arquitetura, pinturas e desenhos, música, teatro e dança. Por meio dos livros, da escrita, enfim, de toda e qualquer forma de transmissão de mensagens. A mensagem, assim como a transmissão e a recepção, é algo que nós, da área da Comunicação, conhecemos muito bem.

ComunicArte 

De certa modo, a arte mantém um casamento longo e próspero com a comunicação. Desenhando e rabiscando desde pequena, a publicitária e ex RP Manaus, Larissa Pompeu, contou que o conhecimento da arte ajuda bastante na atuação no mercado de trabalho, pois tendo a noção de ambas ela consegue adaptar os mecanismos de cada uma para que se encaixem perfeitamente.

“Como diretora de arte tento ao máximo mesclar as técnicas que aprendi sobre desenho com as necessidades do cliente e as demandas de cada job. Ambas são partes importantes na sociedade, e assim como a arte, a comunicação é uma forma de expressão. Essa é uma capacidade nata do ser humano”, comentou.

O consumo e prática da arte também reforça aspectos sociais e emocionais. A integrante da RP Manaus, Julianne Souza, que faz Teatro, conta que começou o exercício aos 9 anos, para vencer a timidez.

“A arte me ajudou a pensar fora da caixa e a aprender a conviver com tipos de pensamento. Tanto quem pratica quanto quem recebe consegue se adaptar a qualquer tipo de ideia, e foi justamente isso que me fez ser uma pessoa mais aberta e sensível, bem como saber o momento certo de falar e ouvir”, afirmou Julianne, que é coordenadora da área de Marketing e Projetos da RP Manaus.

É provável quem esteja lendo isso agora também pratique a arte, mas talvez não saiba disso ou até ignore por puro orgulho ou modéstia. Saibam então, que nós da RP Manaus consideramos justa toda forma de arte.

Evento MAG Dia do Artista

O coletivo Manaus Artist Gang irá realizar, na noite de hoje (24) um evento para comemorar o dia do artista. O encontro acontecerá a partir das 18h, na Livraria Leitura do Amazonas Shopping. Lá, acontecerão discussões sobre o mundo artístico e suas diversas áreas, troca de ideias e experiências com profissionais da Ilustração, Escrita e Fotografia, e exposição das artes. O coletivo afirma que quem participar irá concorrer a brindes. Mais informações na página do evento.

Estagiários fantásticos e onde habitam

estagi_final(corrigido)

Por: Vanessa Rocha, acadêmica de Jornalismo e coordenadora de conteúdo da RP Manaus

Ilustração: Rayanne Azevedo, acadêmica de Jornalismo e integrante da Área de Comunicação e Inovação da RP Manaus

Trazer o cafezinho, tirar cópias de documentos pra galera do setor e ser encarregado de tarefas chatinhas no ambiente de trabalho. O espaço tradicional, e principalmente o cultural, insistem em nos lembrar que o estagiário é o protagonista destas atividades. Mas quem já foi ou ainda é um, sabe que na prática e no dia-a-dia o lance é bem diferente do que se imagina.

É bem possível que, por conta da idade e da vulnerabilidade que o estudante têm no momento em que começa suas primeiras experiências na área de atuação, ele seja submetido a essa “iniciação”. Por um lado é chatinho mesmo, mas e daí? Geralmente é assim, passando pela fase café com leite, que grandes carreiras (e até mesmo o caráter) são moldadas e construídas.

O estágio é o período em que o jovem universitário mais aprende, acredite. Fazendo de tudo um pouco e tendo grandes responsabilidades dentro de uma corporação, a “fruta verdinha” logo começa a amadurecer, e com o passar do tempo a experiência que vai sendo adquirida ajuda a formar valores e agregar conhecimento sob determinados assuntos.

Em sites e blogs de gestão e empreendedorismo podemos ver mil e uma sugestões de como aproveitar o estágio da melhor maneira. Quer uma dica? Leia tudo o que puder e faça tudo o que tiver direito. Aproveite mesmo, pois sua chance de errar é agora. Erre, pergunte, tente algo novo, aprenda e troque ideias com as pessoas que daqui a pouco serão oficialmente suas colegas de profissão.

E como diz o icônico personagem Ferris Bueller no filme Curtindo a Vida Adoidado, “A vida passa rápido demais, e se você não parar de vez em quando para vivê-la, ela acaba passando e você nem vê”. 

Não esqueça, algumas flores tem espinhos

Atualmente, com as tantas crises, demissões e uma adequação quase que interminável nas questões trabalhistas e na economia de nosso pais, muito profissional, formado, com especialização, foi trocado por estagiário. Sim, pessoas totalmente aptas no mercado foram tiradas, pois, na cabeça de alguns empresários, o salário de um colaborador equivale ao de dois estagiários.

Estagiários são um bem gigante na empresa. Eles trazem modernidade, inovação, aprendem muito, ensinam pra caramba e ainda ganham por isso (Se você tem 20 e poucos anos já deve ter se deparado com parentes falando que na época deles estagiários nem recebiam). Acontece que mesmo que o jovem seja a pessoa mais competente do mundo, ele não vai poder ser tratado como um funcionário de carteira assinada e que segue as leis trabalhistas.

O estagiário deve ser sempre  auxiliado por pessoas formadas, acompanhado por um responsável pelo estágio e deve sim ter direito ao que a lei designa à ele (Leia a cartilha da Lei do estágio aqui). Apesar da idade e da falta de formação completa, os estagiários tem uma enorme participação no crescimento da empresa e de seu lucro. Por isso, devem ser tratados da forma que a lei exige. Caso o contrário, é melhor nem serem selecionados para o cargo.

O que mais ouvimos por aí são estágios abusivos, que pagam baixíssimo, exigem de forma absurda, e, quando o estudante quer se desligar da tal empresa ele acaba sendo queimado no mercado. Há muitos outros casos onde os abusos acabam sendo morais, sexuais e até mesmo de maneira virtual. Isso deve ser sempre exposto, combatido e penalizado. Sempre!

E na comunicação? Como é que é o negócio?

No fim desse texto, veremos alguns depoimentos de integrantes da RP Manaus contando um pouco suas experiências sobre estágios que participaram. As experiências de seis pessoas, entre elas a idealizadora da RP Manaus, Ana Clarissa, poderão te contar mais a fundo sobre como funciona o estágio no mercado da comunicação.

De antemão, sabemos que, pelo menos em Manaus, existem reclamações de salários incompatíveis com o fluxo de trabalho; horários prolongados por conta de trabalhos cujos prazos são apertados, e acumulação de função. Já os pontos positivos são: experiência, network, aprendizagem com profissionais, e a possibilidade de trabalhar em basicamente qualquer lugar, pois afinal, a comunicação é necessária em qualquer lugarzinho desse mundão.

Nós da RP Manaus desejamos sempre um estágio bacana, feliz e proveitoso pra você, que chegou até aqui. E caso não tenha tido a oportunidade de estagiar na área de Comunicação, não fique triste. A segunda fase da seleção para estágio voluntário da RP Manaus será realizada em breve. Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro de nossas novidades, futuro (a) “irmão (a)”.

Clique abaixo e confira os depoimentos de 6 integrantes da RP Manaus, contando suas experiências como estagiários

xzxzx