Construindo Relações Interpessoais Saudáveis

Extraído do Livro: Atendimento ao cliente/ Marketing Pessoal e Relações Públicas e Interpessoais.

Hoje sabemos que a pessoa inteligente é aquela capaz de resolver problemas seu dia-a-dia sem se desgastar tanto, sem se desestruturar. Capacidade que permite à pessoa abordar uma situação em que o objetivo deve ser atingido e localizar a rota adequada para tal conquista.
Levando em conta este conceito de inteligência, podemos supor que uma pessoa inteligente apresenta maiores possibilidades de viver com qualidade, estabelecendo relações mais positivas, equilibradas e consequentemente mais felizes.
É maus eficiente e realista mais criativa e disposta ao novo, tem facilidade de relacionar-se e entender-se com os outros.
Para que tenhamos uma vida melhor, é muito importante que sejamos trabalhados e estimulados no que diz respeito a nossa inteligência emocional, nas nossas relações interpessoais, objetivando compreender e conviver melhor com os outros. Pois a pessoa emocionalmente inteligente sabe colocar suas capacidades a serviço de metas e motivações. Já os indivíduos emocionalmente fragilizados estão ao mesmo tempo e quase sempre na mesma proporção, intelectualmente equivocados.
Estudos mostram que é como se tivéssemos duas mentes, uma que pensa, localizada no neocórtex e uma que sente situada no sistema límbico .Mas nem sempre pensamos antes de agir, muitas vezes sentimos e temos reações muito antes de entendermos o que de fato está acontecendo. Logo, pensamos e emoção caminham juntos e muitas vezes encontram-se misturados nas nossas mais rotineiras reações.
Temos que aprender a investir energia psíquica no nosso desenvolvimento emocional se quisermos viver melhor, administrando nossas emoções, controlando nossos impulsos, avaliando a ansiedade, direcionando para objetivos substitutivos a raiva, a frustração e a mágoa, sem reprimi-las.
É necessário que possamos estabelecer relações empáticas com o outro, colocando verdadeiramente no lugar daqueles com os quais convivemos, entendendo e percebendo seus sentimentos, intenções e mensagens não verbalizada.
Características que nos dão a possibilidade de um relacionamento pleno com demais e melhor qualidade de vida.
Para que possamos de fato estabelecer boas relações interpessoais, é muito importante que respeitemos as pessoas com as quais estamos convivendo e que aprendamos a escutar o outro antes de defendermos nossos próprios pontos de vista.
Deixe para os outros o mérito de estarem “certos” na maior parte das vezes, aqueles que têm por hábito corrigir os outros provocam ressentimento e afastamento.
Procure primeiro entender o outro antes de criticá-lo e acredite, as pessoas em sua vida sempre podem ensinar-lhe algo de importante.
Pensando assim você poderá curtir muito mais tudo de bom que o encontro com o outro pode lhe oferecer.


Twitter: @rpmanaus

Referência: Apostila-Atendimento ao cliente/ Marketing Pessoal e Relações Públicas e Interpessoais.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s