Consumo e neuromarketing

O marketing se desenvolveu de tal forma que é quase impossível o consumidor escapar das estratégias.

Produtos de necessidades básicas não costumam ser colocados no fundo dos supermercados por acaso. O consumidor paga o segundo prato mais caro do restaurante sem muitas vezes se dar conta disso.

Por que compramos mais do que precisamos? Por que a conta do restaurante sempre supera o que esperávamos? Por que muitas pessoas não conseguem poupar? Essas questões estão ligadas a uma nova corrente de pesquisas em economia que tem ganhado força nos últimos anos. Trata-se da economia comportamental, que é uma combinação de teoria econômica com a psicologia. Essas duas áreas de pesquisas, em conjunto, analisam o comportamento dos indivíduos e das empresas quanto ao processo de tomada de decisões. 

Algumas estratégias utilizadas pelas empresas utilizando-se da economia comportamental.

1. Armadilhas: As pessoas tomam decisões de forma irracional, contrariando os preceitos econômicos. As empresas, por outro lado, “buscam adotar estratégias para atingir exatamente esse lado irracional das pessoas. Sempre quando vamos ao supermercados, gastamos mais do que deveria. Por quê? A razão é simples: O consumo é “forçado” a percorrer os corredores. Assim, comprarão outros produtos, sobretudo aqueles que supostamente estão em promoção.

2. O tamanho importa

Os pratos dos restaurantes a quilo sempre são muito grandes. Quem não está habituado a comer nesses restaurantes se assustam com a conta. Prato enorme dá a sensação de que há pouca comida e acabamos comendo mais. Nos supermercados ocorre o mesmo: quanto maior o carrinho, maior a tendência do consumidor a se esbaldar nas compras. Comprar oito ou doze itens e é quase imperceptível aos olhos do consumidor, mas se você os colocar numa cesta, ela ficaria abarrotada. 

Há mais uma série de estratégias utilizadas no comércio para atrair o consumidor. 

Fonte: Renilson Silva (Folha Guia Econômico)

Ciranda de Blogs, projeto que busca fomentar a área de comunicação com diversos pontos de vista a cerca de um mesmo assunto. Essa semana o tema é Neuromarketing.

Anúncios

Um comentário sobre “Consumo e neuromarketing

  1. Pingback: Cincos sentidos à mercê do Neuromarketing – periskópio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s