Além do facebook e twitter

A inovação em massa substitui a produção em massa e volta o objetivo de construir um adorável mundo novo. Nesse “dot- comunismo”, conseguimos concretizar a tão sonhado humanidade sem barreiras, geográficas.

Se não acredita ainda no socialismo digital então respire.

Tudo começa de forma meio tímida, com sites como Ebay (www.ebay.com) Google (www.google.com) Linkedin (www.linkedin.com) Uol, (www.uol.com.br), Paypal (www.paypal.com), Ning (www.ning.com(, Youtube (www.youtube.com), Blogger (www.blogger.com), Del.icio.us (www.delicious.com) e outros. A Wikipédia é uma marca, como a Revolução Francesa Digital, do início dessa era, que está apenas no começo da multiplicação colaborativa.

Sites como Hype Machine (hypem.com), Kickstarte (www.kicstarter.com), Pintarest (www.pintarest.com) e Instagram (www.instagram.com) são exemplos notáveis de um coletivismo emergente, de uma espécie de jeito de fazer socialismo digital.

Novos empreendedores digitais, como o Addict-o-matic (addictomatic.com), The Filter (www.thefilter.com e Collecta (collecta.com), métricas da web semântica 3.0. Use essas ferramentas para EMPREENDER de igual para igual com os dinossauros do capitalismo primitivo. Conheça o inventivo conceito do Cloud Computing e sua “deselitização” dos custos de T.I, e sirva-me de Joyent (www.joyent.com) Mosso (www.rackspace.com) ou da queridíssima brasileira LocaWeb (www.locaweb.com.br). Use as apresentações do Animoto (animoto.com), escreva como Machado de Assis com Zemanta (www.zemanda.com), venda como Crommon Craft (www.commoncraft.com).

Posicione sua marca um portal e use e abuse do Front Page Slide Show (www.frontpageslideshow.net), faça apresentações mais dinâmicas usando o Prezi (www.prezi.com), utilize o design sensorial Inhabitat (inhabitat.com), solte o verbo nos podcasts, veja como anda sua influência no Twitter no Twinflluence (www.twinfluence.com) ou em todas as redes, através do Klout (www.klout.com).

Aprenda todo dia no Slideshare (www.slideshare.net) com cientistas, pensadores e filósofos. Engaje sua audiência em vídeos coletivos ou Hangout do google. Conte suas histórias com a ajuda das redes sociais, usando o Storify (www.storify.com), por aplicativos como o Instagram e o Path (www.path.com), ou comunidades de storytelling como o Cow Bird (http://cowbird.com).

Compartilhe experiências e explore o universo digital! Compartilhe seus documentos com Docstoc (www.dosctoc.com) ou com Scribd (www.scribd.com) e reveja as metas da sua empresa no KPI Library (www.kpilibrary.com). Navegue nas empresas brasileiras da economia criativa, como Videolog TV (www.videolog.tv), Camisiteria (www.camisiteria.com), Coletivu (www.coletivu.com.br), Cartase (www.cartase.com.br) e tantas outras.

Trabalhou demais? Veja a Torre Eiffel ou a Ponte de São Francisco em tempo real, lá na Webcams Travel (www.webcams.travel). Então, faça as malas e viaje de uma forma diferente em Single Spot Camping (www.singlespotcamping.com) e AirBNB (www.airbnb.com).

Ajude a combater o aquecimento global e a mudança climática produzindo energia alternativa, comprando e vendendo em Microgeneration (www.microgenerationcertication.org) Faça seu check-in com o Foursquare (www.foursquare.com) e veja dicas de lugares perto de você. Explore as possibilidades do Google + (https://plus.google.com), como o hangout. Faça parte das comunidades que se formam no Tumblr e no WordPress, algumas plataformas de blog. Adotou o vegetarianismo? Não deixe de dar uma passada no Veggie Trader. (www.veggiertrader.com) ou Segunda sem carte (www.segundasemcarne.com.br).

Pinte o sete, exponha e venda seus trabalhos em Drawn (www.drawn.ca). Artesãos ou designers, sua feira hippie é no Etsy (www.etsy.com). Cansou de uma roupa? Venda no Enjoei (www.enjoei.com), que promove uma releitura dos brechós. Deseja vender as joias que ganhou do seu ex-namorado? Vá à Antuérpia digital, no sute Ex-Boyfriend Jewelry (exboyfriend.com). Precisa alugar algo para seu casamento, sua festa, sua reunião, sua empresa? Confira um mundo de coisas baratas no Hire Things (www.hirethings.co.nz), o mercado de pulgas digital.

“Nós todos temos algo valioso para dizer”, é o discernimento do site Ether (www.ether.com) Vodafone, ABN-Amro, Siemens, Philips, RedesignMe (redesignme.com) para conseguir insights de inovação, fazer testes de produtos e cocriação. Seja um diretor de inovação e dê uma boa ideia na Campbell`s Ideas for Innovation (wwwcampbellsoupcompany,com/ideas), na Dell (www.dell.com.br) ou na Starbucks (www.starbucks.com.br). Sensacional, e ainda pagam a você por isso!

A Replyforall (www.replyforall.com) é um site que levanta fundos para caridade, colocando na assinatura do e-mail de internautas anônimos informações sobre entidades filantrópicas, ou seja, advogados de marcas e seus e-mails.

A democracia das redes sociais tem um cantinho musical para você no Last.fm (www.lastfm.com.br), e seja um caçador de talentos musicais no Wemix (www.wemix.com), se precisar de um sampler de 60 segundos para criar uma música genial, use Rifflet (www.rifflet.com). Para músicas, use a pioneira Pandora (www.pandora.com) que inspirou a todos.

Meça críticas em tempo real em Scoutlabs (www.scoutlabs.com) e saiba o que estão falando de fato sobre você ou sobre sua marca no Twitrratr (www.twitrratr.com) Ou saiba o que falam pelo mundo, através do Trendsmap (www.trendsmap.com) e com o TaginAction (www.taginaction.com).

Se vai viajar, no Tripadvisor (www.tripadvisor.com.br) há 25 milhões de opiniões sobre mais de 490 mil hotéis, e muitas oportunidades no Logi Travel (www.logitravel.com.br). Você nunca mais vai alugar uma casa de veraneio e, ao chegar lá, perceber que era um singelo barraco sem água! Antes de ir ao cinema, vai lá em SkinniPopcorn (www.skinnipopcorn.com). Para saber os verdadeiros preços da internet, navegue em Shopzillas (www.shopzillas.com), Shopping on line (www.shopping.com), Kelkoos (www.kelkoos.com) e o Buscapé (www.buscape.com.br)

É hora de usar a rede para inventar novas empresas novas formas de trabalhar. Pesquise no site do Fórum Econômico Mundial (www.weforum.org) você encontrará centenas de resultados sobre o impacto das redes sociais na economia. Em tempos em que os consumismo está saturado, inovação e criatividade são as premissas para navegar nesse adorável oceano novo. Está em alta o pensar sustentável.

Fonte: Livro Você é o que você compartilha. (Autor Gil Giardelli)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s