Tempo de Crise ou oportunidade?

Post_ESCOLA13

Por: Ana Clarissa Cavalcante

Estamos em “tempo de crise” como a grande mídia adora divulgar, OK!, sim estamos realmente com o tempo fechado para investimentos, mas algo me chamou muito a atenção, e fiquei refletido: “Ah! Os empresários estão fechando as torneiras, salários atrasados, governo não paga, índices de desempregos aumentando, demissões, corrupção, desperdício de dinheiro público. NOSSA!! quanta coisa ruim, não é?

Mas calma! Nesses meus últimos meses de 2015, venho lendo vários artigos e livros sobre como empreender em época de crise e me deparo com uma das melhores histórias de empreendedorismo do Brasil: SILVIO SANTOS! Já conhecemos a história dele, então não vou me prolongar por aqui. O cara simplesmente inovou a forma de se fazer televisão, numa época que nem existia internet, hein. E agora? O que temos de diferente daquela época?

Estamos vivendo a era do relacionamento, do compartilhamento e da informação e então “Por que não investir em algo só nosso? CONHECIMENTO! Como posso pensar no novo se a minha mente mora numa bolha de problemas, problemas e problemas?  Como posso ter ideias “novas” se não tenho visão holística? Como posso aumentar minha rede de contatos se não quero sair da minha zona de conforto? Por que é mais fácil reclamar, né? Por que não ir além?

Durante esses meus últimos cinco anos de vivência tive a oportunidade de conhecer várias pessoas sensacionais e com uma boa história para contar. Um encontro por acaso, reuniões de negócios, trabalhos voluntários ou até mesmo em cursos de qualificação. Sou do tipo de pessoa que gosta de ouvir histórias que deram errado, mas depois não desistiram e foram atrás! Com persistência, humildade e RESULTADOS verdadeiros de impactos positivos. Quando falamos em impactos positivos não é quem solucionou um PROBLEMA de eu quero mudar o mundo! E, sim que começou pequeno e foi atingindo seus objetivos. Até porque eu gosto de gente que começa pequeno, é assim que acredito que podemos deixar nosso legado nesse mundo de meu Deus. Às vezes o propósito da pessoa pode durar um dia, uma semana ou até mesmo anos ou a sua vida inteira. Acredito que quando queremos duas coisas que nos move, PAIXÃO E PROPOSITO, o restante é correr atrás e não é fácil, não mesmo. Você vai ouvir muito NÃO! Muito mesmo! Só não pode desistir do que você quer, mesmo com crises, temporais, tornados, mesmo dando tudo errado, tudo ao contrário que você planejou. Tens que ter FÉ para continuar e muito peito para encarar a realidade. Essa é a vida de alguém que nasceu na classe média, que estudou em ensino público e que deseja deixar seu legado nesse mundo tão hostil.

Enfim, para ilustrar um pouco toda essa história, listei CINCO pessoas que tive o prazer de conhecer pessoalmente e ouvir suas histórias

1- Tia da Trufa (uma mulher guerreira, que vende trufas para sustentar sua família e ajudar seus filhos que estão estudando. Ela vende trufas numa universidade pública daqui de Manaus. É um ícone).

2- Pedro Prochno (A história profissional dele é incrível, imagina um cara que levou vários nãos, nãos e nãos, deu a volta por cima e hoje é super bem sucedido e com várias histórias pra contar)

3- Juliana Teles (Acredito que todo jovem precisa conhecer esse ser humano tão amável e gentil. Quantas pessoas você conheceu com tanta gentileza? Que através de um sorriso lhe passa paz? Essa é a Juliana)

4- Ariane Feijó (sabe aquela vontade de jogar tudo para o ar e conhecer esse Mundão? Ela é esse exemplo de pessoa que um dia tomou a decisão de conhecer vários países, morar no exterior e hoje é uma empreendedora de sucesso)

5- Allan Kardec (Sabe aquele cara, que já é empresário e super aberto a novas ideias? Que sempre tem exemplos próprios para contar? Que não tem frescura de sentar contigo e conversar? Trocar ideias? Essa pessoa tive o prazer de conhecer)

Agora, me conta quantas pessoas sensacionais vc conheceu nesses últimos cinco anos? 

Anúncios

Um comentário sobre “Tempo de Crise ou oportunidade?

  1. Super me identifiquei com o texto! Vivo isso todos os dias, já que escolhi o caminho do empreendedorismo. Larguei um empregaço! Ganhava bem. Era tudo muito bom. Mas, algo faltava! Faltava a empresa ser minha kkkk! Saí e montei a minha própria empresa, Ana. No início as pessoas me chamaram de louco (afinal, eu trabalhava na maior empresa da região). Hoje, depois de quase dois anos que saí, posso dizer que tenho bons resultados com essa minha escolha, pois continuo firme com a Inspire, me tornei professor universitário e também dou palestras sobre inovação, comunicação – RP e PP – e também participo de grupos de estudo e fomento da inovação na minha região… ah… e comecei a escrever novamente no RP e PP, este ano, com mais força (e isso está me trazendo bons frutos). Ainda falta muito pra caminhar, mas, os primeiros passos foram dados! Parabéns, novamente, pelo texto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s