FASEST 2015 II Ciclo de Palestra Crise Econômica e novos desafios

Com a temática Crise Econômica: um desafio para os melhores palestrantes do Brasil de forma criativa e surpreendente, deu-se início o último ciclo de palestras com Carlos Hilsdorf, Paulo Henrique Amorim e Carlos Alberto Sardenberg no último dia 05 de setembro realizado pela AMAZON PRODUÇÕES,  I Fórum Amazônico de saúde, segurança do trabalhador e recursos humanos FASEST 2015, no STUDIO 5.

O primeiro palestrante foi Carlos Hilsdorf, reconhecido pelo mercado com um dos cinco melhores e mais requisitados palestrantes do Brasil. Economista, pós-graduado em marketing pela FGV, autor e consultor de empresas e profundo pesquisador do comportamento humano. Suas palestras são sucesso frente aos públicos da América Latina, EUA e Europa. Em seu discurso “Falou sobre ilusões, incoerência, dificuldade que geram oportunidade sucesso e superação/inovação. Explicou sobre a era da convergência, a era “tudo em um”, da multifuncionalidade e domultiexpertise. Daí advém o termo convergência: aquilo que antes estava separado converge para uma proposta integrada. Os produtos tornam-se multiuso e multifuncionais. As equipes de trabalho tornam-se multidisciplinares. Acaba a nítida divisão entre produtos e serviços. Por fim, explicou que no mundo dos negócios vivemos a “Era Hiperinformação”. Nessa era, o poder de fazer acontecer migra das mãos daqueles que conheciam os fatos para a mão daqueles que sabem lidar com fatos desconhecidos. Somos pressionados pela tônica da Timeless Society- a Sociedade sem tempo, onde os clientes se tornam clientes 24/7- consumidores que desejam ser atendidos e poder realizar negócios 24 horas por dia, 7 dias por semana, com empresas por eles eleitas com base em critérios que vão de qualidade, atendimento e disponibilidade, responsabilidade social e sustentabilidade”, conclui.  Finalizou de uma forma única e criativa cantando My Way.

A segunda palestra foi ministrada pelo jornalista e empresário Paulo Henrique Amorim, iniciando da melhor forma “Olá, tudo bem? O inconfundível dá sua versão sobre o panorama político brasileiro atual e criticou a imprensa golpista brasileira e logo depois falou do crescimento da classe média brasileira que atualmente somos 40 milhões de pessoas, ressaltou que o Brasil engordou no meio além disso explicou sobre o PIB e revelou que existem cinco países em potencias de crescimento mundial EUA, CHINA,  INDIA, RÚSSIA E O BRASIL e o grande diferencial do nosso país é a diversidade cultural.  Relembrou da crise de 1979 (a crise do Petróleo), em 1983 teve a desvalorização da moeda brasileira, 1986 o plano cruzado, em 1987 o plano verão e em 1990 o plano Collor, em 92 o  Collor renunciou. Em 1997 a crise asiática, a crise da Coreia, em 1998 a crise da Rússia, 1999 a desvalorização do REAL, 2001, a crise da Argentina, atualmente a crise da EUROPA (a estagnação) e fez uma reflexão O que poderia acontecer se nos tivéssemos desistido em cada uma dessas crises? Se tivéssemos parados. Chega não quero mais! Não vou mais investir em saneamento básico, educação, saúde, segurança, não vou estudar mais.  Finalizou que as grandes empresas como UNILEVER, NESTLÉ, BANCO BRADESCO, SANTANDER, FIAT, FORD estão investindo em novos empregos no Brasil e destacou outras empresas que acreditam nesse país.  Relatou que o presidente mundial da FIAT pronunciou uma frase que o Brasil é o centro do mundo. Amorim fechou com a sua impressão dizendo que “eles poderia ser mais objetivo e mais um pouco de percepção e sensibilidade, que o Amazonas é a capital do Brasil pelo seu grande potencial de recursos naturais” conclui.

A terceira e última palestra foi ministrada por Carlos Alberto Sardenberg, jornalista, é âncora do programa CBN Brasil, é comentarista econômico dos programas Globo news e do jornal da globo. Mantém o site, www.sardenberg.com.br com informações e comentários econômicos.

Destacou sobre a história da economia brasileira, PIB, criticou o governo DILMA,  No ano passado, depois de prometer sucessivos superávits, o governo entregou um déficit equivalente a 0,6% do PIB. Dilma iniciou seu segundo mandato prometendo um ajuste fiscal. Parecia sincera. Tanto que nomeou para o Ministério da Fazenda o economista Joaquim Levy, conhecido no Brasil e lá fora como ortodoxo. Para ele, o equilíbrio sustentado das contas públicas, mantendo-se a dívida em níveis prudentes, é a base necessária de qualquer outra política. No projeto de orçamento/2016 enviado ao Congresso, estima-se um déficit primário de R$ 30 bilhões, ou 0,5% do PIB – praticamente o mesmo resultado obtido no ano passado. Com os sucessivos fracassos do ajuste fiscal imediato – o Congresso aumentando gastos em vez de cortar e a presidente Dilma se recusando a enterrar a tesoura na despesa do Executivo – ninguém mais acredita em superávit neste ano. E para consolidar essa percepção, Levy e Barbosa entregam ao Congresso o déficit sincero de 2016. Levy também não gostou, mas a palavra final nisso foi de Dilma, com o apoio de Barbosa.O dólar subiu forte, sinal clássico de expectativa negativa. Andaram reclamando dos mercados. Mas o que queriam? Um déficit sincero continua sendo um déficit com todas as consequências desastrosas, especialmente o aumento da dívida pública, que já veio elevada por conta dos superávits mentirosos. Hoje, o governo federal gasta 21% do PIB, sem contar as transferências que faz a Estados e Municípios e sem contar pagamento de juros. Tudo somado, o setor público torra perto de 40% do PIB.  A  carga tributária para pagar isso chegou aos 37% do PIB e a dívida bruta, tomada para cobrir os rombos, se aproxima dos 70%. Além das criticas ressaltou que o Brasil já esteve bem pior na década de 90 e relatou que ainda existe esperança de um País melhor.

A programação segue nesse domingo (06/09/2015) com a apresentação da Peça teatral: “O Monge e o Executivo”  é a adaptação original do livro que se tornou um dos maiores best sellers da atualidade com mais de 3,5 milhões de cópias vendidas no Brasil e traduzido em 11 idiomas.

Por: assessoria de comunicação

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s