Coisas que você precisa saber sobre Comunicação Social (e por que amá-la)

270115-1

Se você está terminando o ensino médio e precisa decidir seu futuro ou está pensando em ingressar na faculdade ainda esse ano e quer cursar algo que envolva Comunicação, mas ainda tem dúvidas sobre essa área tão incrível, saiba que existem várias habilitações que você pode escolher, por exemplo, além dos tradicionais cursos de Relações Públicas, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, as carreiras de cineasta, produtor editorial, produtor cultural e até mesmo um tradutor e intérprete de outras línguas podem ser considerados Comunicação. Nesse link você pode entender melhor sobre.

Se você já está na faculdade, já deve ter sacado que, independente da habilitação, Comunicação é muito mais do que a palavra em si, ela também significa relacionamento e criatividade, quesitos importantíssimos pra quem deseja destacar-se dos concorrentes.

Falando em concorrência, competição e mercado de trabalho, sim, é possível que bem na metade você se sinta desestimulado e queira desistir.

Porém, você pode pensar positivo. O bom de estar seguindo uma carreira na comunicação é que você é exposto há um leque de possibilidades, dá pra sonhar bem alto. Se você optar pelas mais tradicionais e desejar ser um relações públicas, por exemplo, você pode trabalhar com a comunicação integrada de uma empresa ou até mesmo ser o próximo Hugo Gloss (por que não, né?), ele é RP, sabia?

Se você desejar ser um publicitário, você pode ser desde “rato de agência” ou até mesmo ser o próprio dono dela (ou os dois)! E por que não, se você tiver mais condições, abrir uma lojinha de sua preferência e usar seus truques comunicalísticos para alavancar suas vendas? Afinal, hoje em dia, ser um empreendedor é o que há de melhor.

Bom, apesar do romantismo, antes de tudo, você precisa saber que ser comunicador é ter em mente que às vezes vão existir mais ruídos do que uma comunicação fluida e que você precisa ser persistente em seus objetivos. Precisa ser visionário e comunicar não apenas a uma geração, mas a todas. É ser claro, objetivo e, muito mais que isso: ser original. É ser criativo o suficiente pra arredondar as coisas mais quadradas e fazer isso todo dia de uma forma diferente. E sabe aquela caixa chamada “zona de conforto”? É agora que você precisa sair dela!

 

 

Escrito por: Nathalya Brandão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s