Do 31º. Fórum de Debates de Relações Públicas da PUC de Campinas: 8 dicas de ouro para otimizar conteúdos por meio do Storytelling

Por Thaís Rodrigues da Silva*

Fernando Palácios e Bruna Lima foram os palestrantes do evento. Eles compartilharam experiências sobre o uso do Storytelling e trouxeram informações importantes, das quais extraímos preciosas dicas. Confira!

O Fórum de Debates de Relações Públicas é um evento tradicional da faculdade de Relações Públicas da PUC de Campinas, organizado pelos alunos do sexto período do curso, responsáveis por seu planejamento e execução.

Em sua 31ª. edição, que ocorreu no último mês de setembro e cujo tema foi “Storytelling e Memória Empresarial”, Fernando Palácios (Storytellers) e Bruna Lima (Votorantim Cimentos) compartilharam suas experiências com o uso da ferramenta de Storytelling.

Palacios, primeiro palestrante da noite, demonstrou a relevância da ferramenta para um profissional da área de Comunicação. A partir de sua fascinante trajetória por vários países do mundo, apresentou, na prática, a essência do Storytelling. Em suas dicas ele nos revela alguns segredos:

  • Faça com que mais pessoas vejam e escutem histórias: afinal, todos os tipos de informação – até mesmo um relatório financeiro – podem se tornar interessantes para públicos diversos, se inseridos como parte de uma boa narrativa. E mais… “Sem pressa, se a história é boa, todos prestam atenção”
  • Alie criatividade à utilização de técnicas, como a desconstrução de histórias visando uma boa adaptação do texto para cada público específico. Não acredite no talento, o resultado vem mesmo com muita dedicação e prática.
  • Saia da caixa: obtenha várias interpretações do cenário em que seus produtos ou serviços estão inseridos e os apresente em um roteiro envolvente para fazer com que as pessoas os queiram: afinal, como reforça Palacios, “não é porque é sério que precisa ser chato”.

Num segundo momento, Bruna Lima contou sobre a aplicação do Storytelling na construção de vínculo e engajamento no mundo corporativo e deixou a todos maravilhados! Veja as dicas que ela nos traz:

  • É importante fazer com que o empregado sinta que está no centro do processo de amadurecimento da gestão da empresa. Tal medida cria vínculos e engaja o colaborador.
  • A conexão entre a rotina dos colaboradores e a história da empresa é outro tópico de sucesso. Os funcionários adoram!
  • Traga aos colaboradores a possibilidade de contar suas próprias histórias. O uso de uma plataforma colaborativa pode trazer benefícios à organização.
  • Capacite seus líderes para que saibam utilizar o Storytelling em seu dia a dia”. Bruna afirmou que o engajamento da liderança é primordial. Para isso, ela sugere a criação de materiais internos onde o protagonista é o líder da empresa. Um assunto importante se torna ainda mais relevante quando aliado à história de vida do profissional.
  • As pesquisas estão do nosso lado: “63% das pessoas se lembram de histórias. Apenas 5% lembram de estatísticas“. Assim, faça do Storytelling uma prática em sua empresa: ele gera imagens mentais, identificação e confiança, dessa forma, conecta conteúdo e experiência.
    Constrói significado!

*Thais Rodrigues da Silva é graduanda do sexto período do curso de Relações Públicas da PUC-Campinas e integrante da equipe de produção de conteúdo digital do evento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s