Pelo Direito de Ser reuniu diversas pessoas que lutam pela causa LGBT

Não só pela causa, mas pelo ser. Este foi o lema que a RPManaus defendeu no evento “Pelo Direito de Ser”, realizado neste último sábado, 20.05, no Jogo de Nós. A tarde foi cheia de discussões sobre os direitos, profissão e reconhecimento das Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais. Participaram do encontro profissionais da saúde, comunicação, Digital Influencer e educação.

DSC_0834

O Psicólogo e Doutor em Saúde da Mulher e da Criança com ênfase em sexualidade e gênero, Eduardo Jorge Honorato, falou sobre a mudança do contexto histórico LGBT e também das transformações que a sociedade precisa entender e respeitar. “Como criticamos o outro, é preciso começar a pensar de dentro pra fora. Temos que respeitar as formas de expressão do outro”, destacou Eduardo.

DSC_0868

Para o Jornalista e Coordenador de Novas Mídias da Acrítica, João Artur, a produção de conteúdo para o publico LGBT ainda é muito difícil, pois tudo está ligado ao convencional, não a mudança do outro. João também enfatizou sobre a importância do meio profissional. “No ambiente onde trabalho somos respeitados e também sabemos nos posicionar. A área da comunicação em si é um ambiente bem aberto”, finalizou João.

DSC_0869

Já a Coordenadora do curso de Teatro da UEA e idealizadora do Projeto Arbítrio, Annie Martins, contou diversas histórias que ela vivencia todos os dias na universidade e como o papel da educação é essencial para a mudança do ser humano. “Existe muito preconceito no âmbito acadêmico, porém temos que fazer uma militância estilo formiguinha, mesmo que pequena ela precisa existir. Precisamos aprender a nos importar mais com outro para que possamos mudar as coisas. Somos todos seres humanos”, afirmou Annie.

DSC_0888

Representando o público LGBT nas redes sociais o criador do Vlogay, Pepê, trouxe em sua fala qual o principal objetivo do canal. “Espero que o Vlogay possa inspirar a juventude a lutar pelos seus direitos, sem nunca baixar a cabeça para qualquer coisa. Tenho muito orgulho do trabalho que fazemos nas redes sociais, mas acredito que é muito importante irmos para as ruas, nos juntarmos em tardes assim para debatermos sobre quem somos. Temos que fazer com que as pessoas entendam que você pode até não gostar de mim, mas você precisa me respeitar”, pontuou Pepê.

DSC_0908

Por Ketelen Mayza, Jornalista e Planner da RPManaus.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s