Dia dos Namorados é com RP Manaus e Tropical Multilojas

Ah o Dia dos Namorados. Quer uma data mais comentada do que essa? Os solteiros a esnobam, os casais não a esquecem por nada e a galera que tem seus crushs fixos fica na maior dúvida de como proceder. De um jeito ou de outro, não podemos deixar de falar sobre como esse dia move nosso mercado da Comunicação, e, de um jeito ou de outro, nossa economia, que não anda nas melhores.

Nós do RP Manaus amamos Comunicação e tudo o que resulta dela, sejam textos legais, campanhas sensacionais e eventos pra lá de f*das de tão bem organizados. Nessa data, não importa se você tem o mozão ou não, o que desejamos a todos os nossos fiéis leitores e seguidores é que seu dia seja repleto de amor, e claro, estamos falando primeiramente do próprio, pois essa é a peça chave que movimenta tudo em nossas vidas.

Um dos nossos grandes parceiros a Tropical Multilojas, é um dos apoiadores natos do ato de presentear, seja para o próximo ou para si mesmo. Por isso, nossa equipe foi às ruas do Centro, mais precisamente nas lojas da marca, para encontrar alguns dos melhores presentes que você, sim, você mesmo que está lendo esse texto, poderia receber ou usar para presentear, nessa e em qualquer outra data. Confira nossa seleção:

– Post Its para mensagens criativas e fofas

Uma das coisas mais legais de comprar presentinhos para o Dia dos Namorados na Tropical é que, além de baratos, os artigos são úteis e podem ser utilizados de mil e uma maneiras para surpresas bem especiais. Um exemplo disso são os famosinhos post-its. Por apenas R$ 3,90 você pode fazer uma surpresa para o crush e fazer ele te notar, seja com um coração, várias mensagens espalhadas pela casa dele, ou pelo corredor da faculdade dela. Uma coisa fofa dessa, bicho?! Até pedido de namoro dá pra fazer com isso.

- Post Its para mensagens criativas e fofas

– Potinho para mensagens positivas e inspiradoras

Você já deve ter ouvido falar sobre aqueles potinhos que a pessoa deposita 365 mensagens animadoras, positivas e inspiradoras, e depois tira uma por dia no ano; ou todos os dias coloca algumas dessas frases e depois de um ano abre todas e têm um dos dias mais felizes e plenos da vida. Que tal encher um pote desses pro mozão e, além de colocar mensagens positivas, também encher de palavras de amor, coisas que vocês falaram ou viveram durante o relacionamento ou mensagens para apimentar a relação. Fica a dica para um ótimo presente, que precisar apenas de papel, tinta e R$ 4,30 do potinho.

Potinho para mensagens positivas e inspiradoras

– Flores de Plástico

Flores de plástico não desbotam, não morrem e não sujam a casa nem o quarto de ninguém hahahah. Que tal usar essa ousadia e irreverência para mandar várias e várias flores para os crushs? As florezinhas estão a partir de R$ 4,50 e podem ser encontradas em diversas cores, tamanhos e modelos.

2

– Copinho para o love levar pro trabalho (2)

Aaaaaaa!!, fala sério, todo mundo precisa de um copinho para levar para o trabalho e tomar aquele cafezinho, pra escola, faculdade ou até mesmo pra deixar em casa e lembrar de beber água sempre. Imagina só presentear seu love com algo que vai ficar pertinho dele quando você não puder estar. Mais fofo que isso só esse copo, que têm disponível, ainda, nas cores, rosa, roxo e azul. Apenas R$ 12,90.

 

4

– Copinho para o love levar pro trabalho (2)

Outra opção para refrescar a cremosa ou o cremoso é esse kit com uma caneca e um protetor de copos floridinhos. Sai por apenas R$19.

5

– Caixinha para chocolates

Cite algo mais gostoso do que receber chocolates e falhe miseravelmente. Que tal comprar uns docinhos gostosos, colocar nessa embalagem maravilhosa, encher de recadinhos românticos e mandar direto para o crush? Com R$ 35,90 e você pode arrancar o sorriso da sua pessoa amada com essa caixa linda (que ainda pode ser reutilizada).

6

– Porta Retrato giga

Que tal pegar as fotos de você e do crush daquela época que vocês nem se falavam e fazer um tour pela aproximação de vocês? Você também pode colocar cartinhas, papéis, lembrancinhas do rolo e até mesmo escrever um pedido de namoro desse porta fotos de casinha ❤ Só amor!

7.jpg

 

Contem aí, como está sendo o dia de hoje? Algum presentinho diferentão?

Por: Vanessa Rocha, coordenadora de conteúdo da RPManaus e acadêmica de jornalismo na Faculdade Martha Falcão.

 

Personalidades da Comunicação Manauara se reúnem em mesa redonda sobre a mulher no mercado de trabalho

Acolhimento, reciprocidade, compreensão e compartilhamento. Esses sentimentos foram alguns dos mais aguçados em mulheres e homens que participaram da 2ª Edição da “Comunicação em Chamas”, o especial “Feito por Elas”, ocorrido no último sábado, dia 25. O evento foi realizado no espaço de coworking Impact Hub, cuja ambientação foi peça chave para o conforto das convidadas em falar de assuntos como preconceitos, discriminação e machismo.

ouvintes

Com três mesas redondas, o evento reuniu algumas das maiores representantes da Comunicação amazonense. Novos talentos e profissionais reconhecidas, das áreas de Relações-Públicas, Publicidade e Propaganda, Marketing, Jornalismo e Direito, conversaram sobre suas maiores inspirações, desafios e barreiras, muitas delas causadas por superiores do sexo masculino.

Abrindo o evento, a mesa “Fabricando Comunicadores”, mediada pela idealizadora do RPManaus, Ana Clarissa, foi espaço para histórias de mulheres que se sobressaem em suas carreiras e não aceitam limites impostos por homens e até mesmo mulheres.

mesa 1

Wilsa Freire iniciou o diálogo com a seguinte pergunta “Vocês se colocam algum limite?”. A mesma acrescentou que “existem homens no âmbito profissional que julgam as mulheres incapazes de exercer determinada função, bem como mulheres que não aceitam trabalhos, pois não se sentem valorizam e se ditam inadequadas (por conta do sexo) para função”.

Nereida Tavares, também da primeira mesa, afirmou que, mesmo com a quantidade majoritária de homens em empresas de publicidade, ela nunca se impôs limitações, pois sempre trabalhou o quanto ela estaria preparada ou não para determinada função. Ela contou que o respeito sempre foi prioridade, muito por conta de sua criação. “Minha família tem quatro mulheres. Meu pai sempre exigiu respeito e sempre tivemos empoderamento dentro de casa”, disse.

Amanda Bezerra, redatora na agência Haus 65, contou que sempre que algum desrespeito ou inferioridade acontecia, seu principal reflexo era se posicionar e indagar a igualdade de gêneros. “Quem é publicitário sabe que é comum a mulher com carinha bonitinha ser do atendimento”, contou, afirmando que sempre lutou para ganhar espaço como redatora.

Repórter da TV Acrítica, Thea Morel não esconde que já foi intimidada por ser mulher em alguns ambientes. No entanto, ele conta que na empresa onde trabalha há divisões de trabalho igualitárias para homens e mulheres, independente das situações onde irão gravar uma reportagem.

Já na segunda mesa, as temáticas relacionadas com preconceito foram colocadas em xeque. Participaram da mesa, mediada pela publicitária e coordenadora de comunicação e inovação do RPManaus, Nathalya Brandão, a profissional de Marketing e empreendedora, Andreza Mattos, a profissional de Relações-Públicas  do Grupo Simões, Christelli Raisa, e a Advogada Rhaiza Oliveira.

mesa 2

Andreza trouxe à mesa situações um tanto desconfortáveis, sofridas por conta de seu estilo, mas que sempre foram rebatidas por ela e transformado em lição. A advogada, Rhaiza contou sobre suas experiências sobre casos onde sofreu preconceitos por conta de seus cabelos e por sua raça. “Falar sobre essas problemáticas fortalece a resolução destas”.

A produtora de eventos Inês Daou, a assessora política e idealizadora do blog “Mapingua Nerd”, Fernanda Brandão e editora do G1Am, Camila Henriques, encerraram o evento, na mesa “O lado oculto do entretenimento”, mediada pela acadêmica de Jornalismo e integrante do RP Manaus, Bianca Diniz. Elas conversaram sobre temas atuais e segmentos da comunicação e de produção de conteúdo que são ocupados quase que exclusivamente por homens.

Camila, que é crítica de cinema do site Cine Set, e integrante do Elviras: Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema relatou o quanto é raro difícil uma mulher ser reconhecida e destacada na como crítica mundo a fora. “Recentemente minha colega do Cine Set, a jornalista Susy Freitas, foi contemplada com a participação na Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine). Ela é a primeira representante do Amazonas e a terceira do Norte. Essa é uma conquista que todos nós devemos nos orgulhar”, enfatizou.

mesa 3

Fernanda Brandão, do Mapingua Nerd, compartilhou muito de sua experiência na área do Jornalismo, principalmente como assessora política. Ela conta que com a vivência que teve com o blog já passou por alguns preconceitos por parte do público masculino. “O público nerd é bem machista, isso é algo que nem todo mundo sabe. Já engoli muito sapo por estar em ambientes cercados por homens. Gostaria de ter me posicionado de alguma maneira naquela época, pois só assim podemos mudar essa realidade”.

Ao fim do evento foram distribuídos livros doados pela participante da primeira mesa Wilsa Freire. O RP Manaus agradece a presença das convidadas e dos ouvintes, e agradece o apoio do Impact Hub e principalmente aos sócios Juliana Teles e Marcus Bessa pela parceria.

todos

Por: Vanessa Rocha, acadêmica de Jornalismo e Assessora de Comunicação do RPManaus.

Ideias inovadoras e técnica de Design Thinking são temas de oficinas

Empreender um negócio de sucesso começa por ter uma boa ideia que a  agregue valor ao mercado. E este processo de pensar em soluções com potencial de gerar renda, aliado à aplicação de ferramentas como o Design Thinking serão temas do 2º Bootcamp, no próximo dia 20 de outubro, às 18 horas, na UniNorte Empreende.
Por meio de técnicas de Ideação e Lean Startup, Clarissa Melo, fundadora do MEU (Movimento de Empreendedorismo Universitário), vai mostrar na oficina “Como ter ideias inovadoras” que existe uma forma para desenvolver ideias que resolvam problemas do cotidiano, utilizando exercícios práticos para que os participantes explorem esta habilidade. “Um erro muito comum dos empreendedores é achar que precisa ter uma ideia de R$ 5 milhões para fazer sucesso. Ideias de negócios que realmente causam impacto são aquelas que resolvem os problemas reais das pessoas.”, comenta.
Mayara Cansanção, psicóloga, empreendedora do Instituto Humanizar e idealizadora do movimento Mulheres em Conexão, conduzirá a oficina sobre “Modelagem de negócios”, com a ferramenta autoral chamada Person. “Durante a atividade, vamos explorar aspectos como alinhamento do empreendimento às necessidade do mercado, a viabilidade da ideia e o comprometimento do empreendedor em fazê-la se tornar um negócio sustentável, duradouro e lucrativo”.
O Bootcamp é uma preparação para  o Startup Weekend Women, evento de âmbito global, que será realizado de 28 a 30 de outubro, com o objetivo de fomentar o movimento empreendedor feminino. Todavia, é importante destacar que tanto a oficina quanto o Startup Weekend são destinados não somente para mulheres, mas para qualquer pessoa com interesse de desenvolver a criatividade e um negócio próprio.
SERVIÇO:
O que: 2º Bootcamp: Oficina sobre “Como ter Ideias Inovadoras” e “Design Thinking Person”
Quando: 20 de outubro
Horário: das 18 às 21 horas
Onde: Uninorte Empreende
Endereço: Av. Getúlio Vargas, 730, Centro
Quanto: R$ 15,00
Inscrições:
INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA
Juci Ferreira
Assessoria de Comunicação
(92) 99358-7323 (WhatsApp)

O que rolou na XII Feira Norte do Estudante?

No primeiro momento, os palestrantes convidados pelo RPMANAUS contaram brevemente sobre suas experiências no mercado de trabalho em que atuam. Sheila Benjamin (relações-públicas) começou na publicidade e também era amante de fotografia. Hoje ela trabalha na área de gerenciamento de projetos, como atendimento da agência digital Fermen.to. Bruno Zanardo (Publicitário) é fotografo e também trabalhava com filmes no início da carreira.

Hoje ele pode contar sobre diversas experiências de trabalho em grandes eventos como a Copa do Mundo, Olimpíadas e São Paulo Fashion Week. Jacqueline Nascimento (Jornalista) tem uma vasta experiência na área de assessoria de imprensa. Atualmente é jornalista na Assessoria de Comunicação da Universidade do Estado do Amazonas.

Alguns dos principais temas abordados durante a palestra foi a importância de trabalhar fazendo o que gosta, principalmente na área de comunicação pois exige bastante dedicação da parte do profissional, que muitas vezes deverá dedicar tempo extra da sua vida. Bruno, por exemplo, conta que já chegou a ficar trabalhando dois dias seguidos em um Studio e que dava apenas um cochilo no próprio local e depois voltava a trabalhar. Sheila também disse que já chegou a sair às 17h da agência e ter que voltar às 20h, é algo que possivelmente pode acontecer e você realmente precisar gostar do que faz para estar pronto a viver situações como essas.

A importância das Relações Públicas

Para Bruno, o RP é muito importante para a construção da imagem de uma empresa, e tudo deve ser pensado na hora de fotografar, pois fotografia estará representando a imagem daquela pessoa, ou empresa, e através dela pode ser passado uma imagem que pode ter diferentes interpretações, e é a partir disso que o RP pensa, qual será o público a qual será direcionado esta foto? O que eu quero transmitir com ela? O RP pode alinhar essas questões com o objetivo daquela pessoa ou empresa.

Os palestrantes consideram que as Relações Públicas é a parte mais importante de uma empresa e de todo o processo comunicacional dentro dela e que deveria ser mais valorizada, Sheila inclusive contou que no início na carreira sofria um certo preconceito e sempre tinha dificuldade para explicar sobre o que fazia.

A diversidade do Mercado de Comunicação

O que eu quero fazer na área de comunicação? Dá para fazer muita coisa…

Foco é importante nessa hora, e por isso que existe feiras como essa, para ajudar os estudantes a escolherem uma profissão. Os palestrantes convidados por exemplo circularam por diversas áreas e isso foi importante para eles se encontrarem e fazerem o que mais gostavam e isso será descoberto na faculdade ou nas suas experienciais profissionais. Um ponto importante que a Sheila observou durante a palestra foi “O seu colega de faculdade hoje, pode ser seu chefe amanhã’’, então a dica dela para quem quer atuar no mercado de comunicação é começar a fazer contatos dentro da academia.

Uma outra questão que se deve justamente a essa diversidade que o mercado de comunicação oferece é a possibilidade de uma pessoa fazer muitos trabalhos diferentes na área, por exemplo “Ah eu gosto de redação, mas também gosto de ilustrar, gerenciar, atender, assessorar” e assim vai.

Todos os palestrantes ressaltaram a importância de escolher da área que mais você tenha maior afinidade, pois a probabilidade de você fazer várias coisas e na verdade não ser bom em nenhuma é grande, além de que se você prestar vários serviços você provavelmente não vai cobrar o preço justo por eles e estará prejudicando outros profissionais que trabalham exclusivamente com aquilo.

Bruno por exemplo contou que antes ele fotografava e editava mas percebeu que isso tomava mais o seu tempo e na verdade ele queria ser fotografo e não editor, então hoje ele apenas fotografa e deixa a edição para uma segunda pessoa. Então se você for contratado para ser social media você não tem a obrigação de saber sobre designer, e se você sabe os fazer os dois e cobra pelo preço de um profissional, estará contribuindo para a prostituição do mercado e possível desvalorização de futuros profissionais da área. Esse foi o alerta deixado.

Outro tema importante debatido durante a feira do Estudante foi a respeito do novo mercado de comunicação, sobre algumas mudanças que estão acontecendo

Vender a ideia e não um produto

Hoje as empresas tentar vender uma ideia e não um produto, a ideia de que você usando tal produto pode ter mais benefícios como maior tempo com a família, mais comodidade, menos despesas, e não ressaltam mais tanto as qualidades que o produto tem, mais sim o que ele pode trazer de bom para a sua vida, ou seja um aspecto mais humanístico.

A velocidade da informação.

Jacqueline lembra que hoje ninguém mais espera o jornal de amanhã sair para saber a notícia. É tudo agora, no mesmo momento, e o profissional de comunicação tem que estar sempre atento, ela por exemplo diz que algumas vezes não sabia de algo que estava acontecendo na internet, mas que as pessoas sabiam, e ela como profissional de comunicação que está sempre nesse meio também pode ficar para trás de vez em quando.

OS MEMES da internet

Para Sheila, 2016 foi o ano dos memes e que inclusive se tonaram uma estratégia muito utilizada na internet pelas marcas para se fazer uma comunicação mais criativa e tentar atrair o público, que está cada vez mais inteligente.

Há um novo contexto na internet muitas pessoas estão ingressam na web é se tornam comunicadores, chamados os blogueiros ou vlogueiros, é uma nova sensação, as marcas, programas de TV estão utilizam do dessas pessoas para ganhar audiência, eles são os novos formadores de opinião, dão dicas de beleza e alimentação e tem milhões de seguidores nos seus perfis.

E para fechar o debate da XII Feira Norte do Estudante, foi feita a seguinte pergunta:

O mercado está em crise ou não?

Bruno Zanardo acredita que “o mercado está vivendo um período de transição e que os profissionais não estão sabendo lhe dar com isso”, hoje o foco não é mais a quantidade de público que foi atingido e sim quanto desse público realmente é o meu público? É uma questão de trabalhar estrategicamente.

É uma nova fase da comunicação que temos o prazer de estar vivendo e que os futuros comunicadores também devem estar preparados para viverem esse novo mercado.

No final os palestrantes responderam dúvidas a respeito de salário e mercado de trabalho em Manaus e ainda sortearam brindes aos estudantes.

A família RPManaus agradece imensamente o convite da organizadora da Feira Norte do Estudante, Inês Dauo. Desejamos vida longo! Até 2017!

Por: Sabrina Silva (publicitária e integrante da RPManaus)